NOTÍCIAS



26/6/2020

Mercado de filtros industriais sofre menos impacto do que o automotivo na pandemia



Apesar do cenário desafiador, com foco no planejamento, recursos humanos, monitoração e avaliações constantes de indicadores, empresas do setor devem dar sequência aos projetos futuros e esperam passar pela crise sem grande impactos negativos em seus resultados.

Apesar da turbulência no cenário político e econômico do País, inclusive apresentando índices negativos, como no IPCA e INPC, bem como projeção de retração no PIB de entre 5 a 10% neste ano, a expectativa para o mercado de filtros industriais é otimista. Esta foi a mensagem de executivos do setor que participaram do “Programa Filtra Ação”, realizado no canal de conteúdo online da Abrafiltros – Associação Brasileira das Empresas de Filtros e seus Sistemas – Automotivos e Industriais e das revistas Meio Filtrante e TAE, mediado, no dia 16 de junho, pelo consultor técnico José Alexandre Marques.

“O mercado de filtros industriais está caminhando bem e o segmento de filtros automotivos, apesar da retração, se segura um pouco com o aftermarket”, afirmou João Moura, presidente da Abrafiltros e CFO da DBD Laffi Filtration. Segundo Moura, neste momento de pandemia, há pontos fundamentais a serem observados no negócio, como o planejamento, recursos humanos, monitoramento e avaliações de indicadores. “O grande segredo está no planejamento estratégico da empresa. Temos que monitorá-lo”, ressaltou.

Paulo Nascimento, gerente de vendas e marketing da Parker Hannifin, concordou: “Há impactos econômicos negativos, o setor automotivo está sofrendo mais, mas os outros segmentos que a Parker atua compensam essa retração. O industrial registrou pouca queda de demanda e já está retomando, assim como o de óleo e gás”. Destacou também aspectos positivos estabelecidos pelo governo, como as MP 927 e MP 936 que tornaram possíveis medidas como teletrabalho, antecipação de férias, suspensão do contrato e redução de jornada de trabalho e salário, temporariamente, que, em sua visão, permitiram que não houvesse demissões.

José Roberto Píccolo, gerente de vendas da Bosch Rexroth, que também atua em vários segmentos de filtração, assim como a Parker, enfatizou que a compensação entre os setores auxiliam a empresa a enfrentar os desafios do momento. “A pandemia está realçando a criatividade nas empresas e todos estão trabalhando cada vez mais engajados para manter a produção rodando, seja em home office ou àqueles que atuam na planta, com todos os cuidados com relação à segurança à saúde que o cenário exige”, comentou.< /span>

Marcio Forlenza, diretor de negócios da Pall do Brasil, disse que vivemos uma crise política, financeira e de saúde, relatou que os colaboradores estão em home office, mas continuam a garantir a operação da empresa, como logística e estoque, apoiando e dando suporte a fornecedores e clientes. Citou a instabilidade provocada também pela variação do dólar. No entanto, segundo Forlenza, há oportunidades de novos negócios, o planejamento de médio e longo prazo está mantido, bem como os projetos de grande parte dos clientes, indicando otimismo no mercado.

Alex Alencar, diretor da Engefluid, comentou que o mercado de filtros industriais é bem diversificado. “Alguns clientes do segmento automotivo perdemos, mas em compensação de outros setores estão iguais ou melhores”, afirmou Alencar, lembrando também que a empresa atua com fornecimento e manutenção de equipamentos, que conta com bons resultados.

Todos concordaram que, apesar de ser difícil citar percentuais de crescimento para 2020 e 2021 devido às incertezas do cenário conturbado e desafiador, o mercado de filtros industriais não apresentou resultados tão ruins quanto o automotivo, e já está retomando. Para eles, é preciso continuar buscando novas oportunidades, focar no planejamento com avaliações e monitoramento constantes, proteger o caixa e o principal ativo da empresa - os recursos humanos. 

Ao final do programa, Moura lembrou que a associação completa 14 anos de sua fundação no dia 26 de junho, agradecendo a todos que ajudaram a associação a cumprir o seu papel em prol do desenvolvimento do setor de filtração. 

Para assistir ao programa completo, acesso o canal TV Filtros no youtube: www.youtube.com.br/tvfiltros.
 
Sobre a Abrafiltros:
Criada em 2006, a Abrafiltros – Associação Brasileira das Empresas de Filtros e seus Sistemas – Automotivos e Industriais – tem a missão de promover a integração entre as empresas de filtros e sistemas de filtração para os segmentos automotivo, industrial e tratamento de água e efluentes – ETA e ETE, representando e defendendo de forma ética os interesses comuns e consensuais dos associados.
 
Mais informações:
Verso Comunicação e Assessoria de Imprensa
www.versoassessoriadeimprensa.com.br


associados